domingo, 1 de fevereiro de 2015

Soneto Inglês, nº 45 (Corrós do Êxtase)

Atrás em meu pensamento um Saltério,
semeador das Esferas, também chamado
Triúno, trânsito arquitetura da gênese
onde os cantares, nebulosas de Fogo.

Zabelês baticuns desfraldam cores bandeiras,

altares de voz em Sangue  e caravelas
Serpentes, penduro praças de Maio
em varais  onde andarão mães de bronze

imaginando Nuvens: costuram  filhos

nas mãos gigantes  e  esperam   jardins
de pedra, usando  escadas de incêndio
pra desembarque em certidão  Caicó____

eu sigo escrevendo chuvas

até plantar  o meio-dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário