sábado, 29 de dezembro de 2018

Soneto, n.452(Para Caleb Baltazar. Forma Paulo Henriques Britto)

Era uma VÊz um quadro do Ismael Nery
com ceeem cabeças Decotadas_______ da janela 

a LÂmina virá Saudar os aviões de chumBÊO
à deriva no quArto - fechaduras se entopem 
com girasSÓis que eram Eternos antes do homem,

mundo seguiu sem apanhar a Cor do Tempo.
A praça Sabe a todos os SÓis que nunca mais 
beberemos, lÁ de Brasília anda um tranSÍTIO
regido pelo Dragão da Maldade________

além de Estas asas não despertaram leopardos 
o santo guerReiro anda faltÂndo ao trabalho,
há manchas de Cárie nos cigarROs,

há terra-LÂmina ligando todos os pecadores 
na hora de nossa Morte amÉM.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Soneto, n.451(Forma Paulo Henriques Britto)

Seguir gostando de São Paulo mesmo 
que ele Também Gostasse de meninos 

é Sombra de árvore Libertadora,
não mudam as vozes da humanidade 
nem o eis que Venho sobre as nuvens,

tempo que Germina sob as asas do mei' dia -
mas povo e púlpitos andam 'squecidos
de que a CASA de Deus não se ergue 
com os tijolos dos jornais de domingo:

porque, PORQUÊ votaram no dezessete as viúvas,
os órfãos, a despeito de Todos os sinais que
desde o Egito lhes Fiz?? Este povo 

é povo de fogo nos rojões e pistolas 
e SAL nas flores que tinham escapado.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

FornÔvo Dois(Outra versão soneto. n.450)

Chove? Cai o enXÓvlio da tarde sobre as
esteiras, tristeza de cinquenta violoncelos.
Na ante-sala há o retrato do aVÔ,
varejo pras continÊncias,

íncubos-Mor embrulhados nas Lápides:
"e o vento vai levando Tudo Embora..."_________
mataram TancrÊdo na rua das CaraloPÉmias,
e o Brasil dos poetas foi de novo jogado

às Traças - chorai, porque morreu XamBÚ,
resto é BOI, descomedido
na Enchente_______ EU
(nos bem quarenta graus de minha Febre),

e os homens: bem NÊle-enXÓvlio, Carapetão do
"sol da Tarde que u'a janela perdida Refletiu..."

domingo, 23 de dezembro de 2018

Soneto, n.449(Forma Paulo Henriques Britto. Para Caleb Baltazar)

Alorufás de esperanto não terÃo pernas
contra as bandeiras e entradas 

dos lenços adeuses presentinhos
que a primavera IncandÊIA
quando vai embora, Embóóra

pra Mais de METRO______ direi:
calor enxovalhÔU a canção ainda antes 
que chegasSE às bocas, planetas colidem
como se ainda esperasSem o guarda_______

um dia conhecÍ na Gávea mulher-MarrÍ
que me apresentou a febre das praças Tristes
(e Nunca Mais sifÕes de fumaça),________

eVÔE Iara-Mãe grã-Sereia, baila
em vãos-de-festa a Tempestade!

sábado, 8 de dezembro de 2018

Soneto, n.448(Forma P.H.B., para Nathália Pessôa)

De Entonces: quem por Último passar
a porta Feche, e a chave por favor 

jogue Fora________ 
entre dois acordes Igualmente Surdos
está o Último retrato do Velho,

seu sorriso de avÔ nunca mais 
vai fazer gente trabalhar. A lampadosa
responsável pelas mandingas se QuebroLHOU junto
à fonte, comprada no turco a prestações.

Ônibus freiam na confluÊncia dos caules 
sob prédios que derreterÃO quando a farpela
do FIM do mundo vier da lavanderÍA________

as ruas, elas não mais ChoverÃO
o encontro de nossos PÉS.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

EsboçORÓ de Resposta(Soneto, n.447. Forma P.H.B. Para Tifany Fiks)

Então, senhora, OK...deixa
eu tentar de novo_______ caminhando 

contra o vento estamos Todos, porque 
à Solta estÃO de novo no Brasil 
os boitaTÁS e crupIÊs da força Bruta:

pra ocupar sem tanques o Alvorada 
venderam Ódio temperado em Ópio
ao povo cujo brado retumbante 
foi OFEEENSA aos próprios JÉgues na ca'tinga:

(porque)voltamos ao abril de meia-quÁtro
ou(bem)Pior, ao 13 de dezembro, 68,
quando o sol foi repartido em crimes,

espaçonaves, guerrilhas...e...TODO um povo
foi À PÉ pro BeleLÉU.

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

ModinharÂndia(Soneto, n.446. Forma P.H.B., dedicado a Tifany Fiks)

Caminhando contra o Vento
as onças pardas À

escuridão do mei'dia... púlpitos 'magrÉcem
fÔrmas, SEM litania dos Perdões:
a gente se encosta nos outros 

parecendo o padre
que fala do Inferno 
sem NÚnca ter ido
LÁ__________

casa Kosmos contiNUa
sem impermeáveis em liquidação...
ouvido que apura os ZÚmbios

das cardinales buNÍtas
que mundo ParÔÔu de repente...

Soneto ElegiÁrio(n.445, forma P.H.B., para Caleb Baltazar)

É nôôôite_______
Moisés acaba de contar os últimos 

triLHIÊs, subida Esvoaça, a Cova
é o cume de Pisga - apesar da ausência 
de nefilÍns do lado SombrÍo não haverá 

bandeirada de açús-FesTÊjo,
fim é tantra e SEM gozo
porque um Outro irÁ com o povo entrar 
na Terra: o... SÍndico, DÓno da bola, 'O'

Arquiteto, irÁ - InamoVÍvel(é nÔÔÔite...)
colhÊR do grão-Moisés o corpo, a alma 
por mau exÉmplo em Meribá - caso da PEDRA -__________

a GÓrnia canta as sílabas - 'PAHÉÊY(meu) povo! -
bandeiras à meio pau nos FUÇUÊÊS do jordão...

Soneto, n.444(Forma P.H.B., dedicado a Nathalia Pessôa)

No breu das mais SÔmbreas maquiNITUdes
o bicho-hômi muito dificilmente 

vai terminar suas PÊias no acorde
de Dó Maior como Villa-Lobos pregava nas
últimas obras________ plácido remanSÊ

de Chegada. Mas heróis se afogam em prÚDuas
de ácida partita da Chuva, todos os sóis
empalidecem primeiro os gramofones,
depois a fornalha EstraLÉce com os ossos

da costela partida da bailarina e o riso feito em
sanguÊÊira do palhaço mais Pau-da-FÓme,
deu no jornal que os anjos de clarineta

se ESBAFORÍÍRAM_______ por fim no FINÁÁL
descadeiraram as calçadas...