quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Sonnet, n. 143( Luciana's translation)

Sonnet, n° 143 (To Sarah Valle, Darling)

Birth is too Long:
still not accustomed
to move clouds with looks-Dream,
to draw cirandas in B flat

in the country of all children,
where there’s neither silver nor gold,
Nor vultures circling livers,
And the afternoon is always Morning.

But ,instead, the world is Manhattan
on horses slaughtering pianos,
Boredom wears hugo boss joyful
on the ox-Dead of times______

birth is too Long: intemperance
without breeze from Velocipedes.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Sweet Lullaby(Sonnet n.100. Luciana's translation)

Of the burial
that passes off
less important than
what stays:

too Rare a life, dressed
in bird and Hurry
and him wind - heavier and Savage - takes her,
with the lea

                  ves
                     of
                every
                       one

to a "Faraway"
without semicolon...

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Soneto-Estudo(n.233)

Rua fulano de tal,
ladeira Acima ao gauchê
geremário, casa. Alpendrim que o cabrunco
senta à beira dum Copo__________

os escuréus por riba das telhas
prometem madrugada de Chuva. Estrelas hoje Cambaias,
não mostram seios e coxas
pro nego véio, outrora estiva-Muleque

que todo sábado pontificava na Portela.
Isso anteontem. Hoje cinzalha
é cabelêra que Resta, perdida irene a esperança
e mais bantós-Cumarís dela vida que Descoisíííu_________

rés de sol agora um só Nevoeiro,
um todo Inverno a lhe Queimar dos espelhos.

Soneto-Estudo(n.232. Para o Hugo Stutz)

Fraldorões dela serra d'Inajaróba,
cheirume de noite Rente:
trevura evém se pindura que nem priguiças
(enquanto sol no Japão).

Aqui - paredes curtas trescosturadas
com janelérias daronde eu vejo lá fora 
rocinarantes jantando o morro
entre o princípio e o fim.

Tudo naufraga nas arterências da chuva, 
mas a jangada à praia retorna - viril -
trazendo o Tigre do próximo Tempo,
que reinará sobre as grandes Catedrais__________

quando o relógio Despauterir os ponteiros
o Hóspede ressurgirá, nas Cinco Salas do homem.

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Estudo sobre a Memória Contínua(Versão soneto, n.231. Pra Mindinrinha Luciana, e pra Irmãzirinha Emanuela Helena)

Ali - paredêmio(alhures de Mim), -
dependurado sobre cordéis girolírios,
um boitatá pressuroso aindaima butucas,
portões que dão nas fraldas 

de Inajaróba, carrapeta Estridúlia
que sabe a orquestra de cigarras,
pra que o relógio fale e aquela nuvem
desça até nós nos jardins,

tigrácios subindo aos pares
em muros, braço de mar
maxixamente aleitarando Vanhãncias,
e mais quimeras, uiaras, oxuns-de-Rio__________

tudo saínte aos paredêmios(*)liriogirantes,
ela memória, inás-de-Continuaramente....

(*) Paredêmios: paredes.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Soneto-Estudo(n.230, para Luciana)

A vida-Mona anforizou-Se:
losangos e pássaros e cubos Tranquêros
no revertério deles sóis Abúlicos, manjários
sobre dois acordes_________

demônios verdes(daqueles que Murilízio diria
"não serem sopa Não") - quando ele Hóspede
e a Virgem Branca aparecerem
 no céu - farfalharão Descoisidos

pelas janelas do espaço, transferencentes
em matrioskas cujas gavetas vestirão Muito
os tons dos girassóis AMARELOS - Trezerencentos,
enquanto o mar devolve todos seus Mortos__________

o verme Inverso de inerme
roererá todos os dentes da Magra(*).

(* antigo apelido dado à morte no
interior do Brasil)