terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Apophiose(Valsêlha-choro em nove por dezesseis. Versão soneto, n. 215. Para Mariana Guimaraens)

Sonhão de íris morto a nove brasas:
mastrélas Roxas sob um mar de outono 
fuzuério e Corno - as sentinelas 
respiravam braças dum só mar

Antanho, e no entanto vãos:
trezentos e cinquenta postes onde a cabeça do rei
de Copas - os meus sentidos enxergaravam 
lunários, o conselho dos Centaurízios

pôs nove espelhos pelos jardins para arrepanho
dos Poentes, escala em Campos de Carvalho,
todas as bulgárias Possíveis, morabelês Uncarnados
e a última Ilusão foi grão-Partir os espelhos_______

mastrélas Rotas sob um mar d'Outono
morrerencendo pelas janelas da Tarde.

domingo, 4 de dezembro de 2016

Soneto, n. 214(Brasilzím Marfanhádu. Pro Ullisses Areias, e para Melissa Cathaldo)

A noite encalhou com um carregamento de
estrelas: dos horifontes da linha vermelha 
xangôs gritando "anauê!" tomaram a avenida,
tiraram roupas e a pele, e no céu por cima

passou vuâno uma manada de antílopes.
Mestre grilo cansado faz píxi-píxi
e se recusa a dar um solo de flauta 
nos corredores da mayrink veiga, Francisco Alves

ficou banzado, e na mão:
vou me estirando nos paturás
onde cem caules gorduchos brincam de correr
na lama, e inda anteontem morrereu Curió_________

achêga meu Pai do Mato! Meu sumo verde é sem Rumo
(esses pulíticu matando a prestações a Pátria!!!!!).

Soneto, n. 213(Epifania de São Mármaro, pregando às pacas. Para Luciana Moraes e Gabriela Saraiva)

E espírito acende nos últimos dias
vagalurumes Gigantes nos corações,
inverso das lacrimosas, verdíssimas portas
abertas pras lampadosas do Encanto__________

Deus que modulou dela Essência
pra nos levar  -  a jagunçada toda  -
dos muros pradentro de Jerusalém,
onde Jão Grilo é o porteiro uniformizado

com asas novas em Folha. A Virgem
mandou três anjos pra Congonhas do Campo,
pegar de vórta os doze profetas
que alumbrarão o jardináceo dos Santos_________

enquanto isso lá Embaixo o Cramulha
vai deglutindo com ácido os Cesários do mundo.