segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Aranticuário Soneto, n.4(n.356. Para Luciana Moraes)

Meu coração: lugar Ilógico e plebeu,
mas Há sol nas praças, e todo dia 
é dia de Acalantar Luciana, enquanto 
o velho Ferges leva o rebanho de tubas

pra Beberar nos igarapés. Eu fui criÔnça
minha vida Inteira, acho que por Isto
inda estou vivo, torcendo(e Muito)
pra saudade ficar mais Incrédula________
como ela flor que por milagre encontrasse
bem-Querência no asfalto,
amedrontando com isso os Caperêtas
e os latrinFúndios Cinzêntiuns___________

porque inda HÁ SOL nelas praças,
e os Éolos sopram Vida pra Frente.


*(OBS: construído segundo a fórmula 4/8/2)*

Nenhum comentário:

Postar um comentário