segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Soneto, n.336(Para Luciana Moraes)

Entre dois raios de pensamento 
espírito Acende no mundo a lampadosa
do Encanto: nenhuma escolta de oboés e pianos
será perdida, continuarei

dando de beber às árvores, de comer aos peixes.
Os Três puseram ferrolho na grande Medusa,
aquelas focinheiras de anastácia
nas dezoito bocas. Lembras-te irmão, da nau Opaca??

O tempo curou os anjos que eram daltônicos
e o Encoberto volta aos portos de Lisboa 
trazendo Luz sobre a Lusíada terra:
se Calem tooodos os diabos sem Conceito!_________

entre a raiz, a flor, o tempo, o espaço 
escada seja Sempre pra Riba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário