segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Soneto do aboio a breja(Soneto, n.335, para o Albert Caetano)

Janeiro vinte e três, passou a véspera 
do Padroeiro da cidade. Chuva com mais tentáculos 
cada verão que passa, mas
girassóis ainda Sobrevivem___________

pulam do quadro famoso cantarolando
último samba da Portela. Jaburús brincam no
asfalto, jogam bola de gude, em frente ao bar
da amendoeira Gigante.

O sol faz um Groló nos miolos,
não adianta rezar pro pássaro nem pra
estátua de pedra________ vambora
mandar descer calderêêêtas________

bora Brejar, cambada, tirado o tasco
do santo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário