domingo, 23 de dezembro de 2018

Soneto, n.449(Forma Paulo Henriques Britto. Para Caleb Baltazar)

Alorufás de esperanto não terÃo pernas
contra as bandeiras e entradas 

dos lenços adeuses presentinhos
que a primavera IncandÊIA
quando vai embora, Embóóra

pra Mais de METRO______ direi:
calor enxovalhÔU a canção ainda antes 
que chegasSE às bocas, planetas colidem
como se ainda esperasSem o guarda_______

um dia conhecÍ na Gávea mulher-MarrÍ
que me apresentou a febre das praças Tristes
(e Nunca Mais sifÕes de fumaça),________

eVÔE Iara-Mãe grã-Sereia, baila
em vãos-de-festa a Tempestade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário