domingo, 2 de setembro de 2018

SonereTétricum(Soneto, n.420. Forma 4/8/2. À memória do Museu Nacional da Quinta da Boa Vista-RJ. Dedicado a Ullisses Areias)

O anjo da guarda aguarda a próxima 
monÇão, com chantilízzz e mais suspiros 
de pérola a mamanguar a parÚsia
que endoidArá nos relógios e se erguerá 

das esfÚmias para os corÓtes da perdição 
dele Tempo__________ subo do Mar,
não há projeto na areia
nem braços por onde surubêiem
plenários. O nariz do poeta federal 
não Lê as lâmpadas sarcoViais,
em São Cristóvão NESTE momento 
perdemos papiros e as múmias - Capetão sim-senhor

num' estrondosa e Lúbrica performance: pras rezas
nem adianta ir ver a banda passar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário