sábado, 31 de março de 2018

Soneto, n.386(À memória de Mário de Andrade. Para Larissa Gusmão)

Era num sete de setembro, mil novecentos e vinte 
e dois_________ um dos soldados na parada militÁ
dava dez mil réis por um copo de leite
mais umas porradas no cabo marchando à

frente, todão Descabido marajambando compasso 
cinco por quatro, como se marcha
a gente parisse sem Ajuda, no grão-Bonfim
e nos Lustres da igreja presbiteriana de Bangu -
que levaria inda dez voltas em torno do sol 
pra NascÊ. Esqueci mencionar o acreano borRácHio
não contemplado no desfile da pátria: grana
só havIa pra fatioTa de bronze do Olavão BilarÁc___________

tâântum ergorÚm sacramêêêntum: olhaÍ,
mãe Oxum toda de branco na sala
toca piano FORA do álbum de retratos.


**(OBS: forma 4/8/2, com um verso
de Estrambote no dístico final)**

Nenhum comentário:

Postar um comentário